Tempo virou luxo

Tempo

A sociedade que vivemos é de consumo, é uma sociedade de consumidores. Estamos constantemente procurando maneiras de consumir aquilo que promete tornar nossa vida melhor. Um bem (se é que pode ser chamado assim), no entanto, não está de fato disponível para nós no mercado: o tempo.

Por sua falta de disponibilidade e alta procura, ele se tornou extremamente caro. Afinal, quem hoje em dia que fala “Nossa, eu tenho tempo para fazer tudo o que eu quero”. Pouquíssimas pessoas. Cada vez mais ansiosos, com diversas possibilidades do que fazer na vida, e também atarefados, nós costumamos reclamar que não temos tempo para nada, enquanto estamos fazendo tudo o que podemos.

Bairros nobres, por exemplo, possuem o fator tempo que infla o preço de seus imóveis. Um bairro bem atendido por transporte público, que contém centros comerciais e de lazer, próximo de vias importantes e que consegue conciliar residência e trabalho, junta essa série de fatores que economizam tempo. Se você vai economizar tempo, que é um luxo, deve pagar mais por morar lá.

Porém, são poucos os que podem morar nos bairros mais nobres de uma cidade. E mesmo assim, morar em um não garante imediatamente que haverá mais tempo disponível. Nesses casos, onde fica o tempo para a família, amigos, lazer, namoros, atividade física, estudo, trabalho, projetos pessoais, viagens?

Não existe resposta. Se algum dia alguém encontrá-la, essa pessoa com certeza será a mais rica do mundo, vendendo o bem mais precioso e cobiçado de todos.

Advertisements

3 responses to “Tempo virou luxo

  1. Pingback: Onde você quer morar? | Mobilidade Humana·

  2. Será? Tem rolado por aí uma frase “Não existe falta de tempo, existe falta de interesse. Porque quando a gente quer mesmo, a madrugada vira dia. Quarta-feira vira sábado e um momento vira oportunidade.” . Tem também a questão da organização, saber administrar o tempo faz com que ele renda mais.. Não estou dizendo que o tempo está escasso, isso é fato, mas acho que há coisas que possam ser feitas em relação a isso.

    Like

  3. Pingback: Tempo virou luxo | The Columnist·

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s