O trânsito visto como comunidade

sp

 

O tráfego urbano é composto de muitas partes: pedestres, motociclistas, motoristas, ciclistas e até mesmo charretes em alguns casos. Pode parecer uma afirmação drástica, mas de forma geral as pessoas do trânsito se veem mais como concorrentes do que como componentes de um mesmo sistema.

Para que esse sistema esteja em harmonia, é preciso que haja cooperação entre todas as partes, que haja uma consciência de que por meio da generosidade as coisas funcionam melhor.

Digo isso por causa de uma impressão mais generalista, seria injusto da minha parte acusar absolutamente todas as pessoas de negligenciarem suas atitudes. Quando há uma parcela grande de pessoas que dão a preferência para pedestres, respeitam as faixas e semáforos, ciclistas atentos às leis de trânsito, motoristas prudentes e pedestres conscientes a engrenagem é mais dinâmica.

Mas aí está o ponto a qual eu queria chegar, essas pessoas das quais acabei de falar tem que ser exemplo para todas as outras, se tornando a maioria e não apenas serem exceção à regra. Se esse comportamento for replicado a ponto de se tornar majoritário entre todas as pessoas, o clima e andamento do trânsito da cidade melhorarão a ponto de que as atitudes erradas serão moralmente rechaçadas. Assim incrementando a ética e a cidadania não somente no trânsito, mas também na sociedade.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s