Caminhando para soluções

Eu particularmente sou uma defensora do transporte público. Na cidade em que moro, as condições não diferem da maioria de todo o Brasil, mas pessoalmente o transporte coletivo se adéqua melhor às minhas características de vida.

Li uma interessante reportagem que confirmou uma percepção que estava tendo, de que as pessoas, dirigentes e órgãos responsáveis nunca estiveram tão engajados para melhorar o trânsito que dificulta a vida das grandes cidades. Eu tenho a maior convicção de que a melhor forma de me locomover é de transporte público, porque meus gastos são menores, porque aproveito o tempo em que estou viajando para fazer outras coisas ou até mesmo porque posso viajar mais tranquila sem a preocupação com os outros carros.

Um interessante infográfico da folha passa a informação de que o brasileiro gasta em média 30 minutos para chegar ao trabalho, o índice de mobilidade urbana é formulado a partir de dados do Censo sobre o tempo gasto no percurso casa-trabalho. Para esse índice ser considerado bom, o tem gasto neste trajeto deve ser menor que uma hora.

O país todo adquiriu uma consciência maior da coletividade, de forma voluntária ou compulsória. Este ano tivemos diversas efervescências sociais que buscavam discutir questões de interesse de todos. De forma organizada ou não, muitas vozes nas ruas buscavam discutir temas que interessavam a classes diferentes de pessoas. Até mesmo as pessoas que não se engajaram de uma forma efetiva, assombradas com congestionamentos recordes nesse último feriado que tivemos, são impelidas a não somente reclamar, mas em refletir sobre uma melhor forma de se locomover.

A questão não é a solução em si, muito mais importante que isso é o comportamento da sociedade. Uma postura crítica é importante no sentido de querer elucidar soluções. O caminho que levamos em busca de soluções viáveis é muito importante. É fundamental entender que a questão de mobilidade vai além de qual meio eu uso diariamente. É preciso ter a consciência de que precisamos pensar no sistema como um todo, em todos os elementos do trânsito, só assim estamos pensando de fato e tendo uma mentalidade coletiva.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s