Redesenhando a mobilidade

A discussão sobre mobilidade é uma pauta cada vez mais na moda. Ocorre um movimento e uma comoção geral em torno desse tema que se intensificou recentemente e tende a crescer cada vez mais.

Não somente são levantadas questões especificamente ligadas ao trânsito, mas além disso, a reflexão é sobre todo o modo de vida, como nos transportamos, como vivemos e como moramos. As pessoas invariavelmente estão buscando maior qualidade de vida.

E se engana quem pensa que a preocupação com transportes é uma exclusividade das classes mais baixas que utilizam o transporte público todos os dias. Atualmente, há uma tendência das pessoas de maior poder aquisitivo em reorganizar suas vidas para fugirem do trânsito. Essas pessoas estão buscando trabalhar e fazer todas as suas atividades de rotina em um mesmo bairro ou região, evitando grandes deslocamentos. Esse é um movimento chamado “guetificação voluntária” denominado pelo doutor em comunicação da USP Dennis de Oliveira, segundo reportagem da folha.

Este é um sinal máximo de que a situação atual de locomoção atingiu patamares tão altos que obriga todas as pessoas a pelo menos pensarem a respeito. Essa nova óptica influencia comportamentos e tende a refletir em linhas estruturais, por exemplo, as idealizações de cidades inteligentes que visam reestruturar a disposição das cidades, fazê-las de forma a realocar lógicas de localização em que todos os elementos que são fundamentais nas rotinas fiquem agregados, assim evitando maiores deslocamentos.

Inicialmente, a tendência das cidades era crescer de forma desordenada, por isso os locais de moradia, de serviços básicos e trabalho não foram colocados da forma mais inteligente. Por isso, hoje em dia há uma tendência em reverter essa situação e de redesenhar as cidades proporcionando às pessoas que todas as suas necessidades diárias sejam sanadas em um raio que contemple todas as atividades que precisam ser realizadas diariamente. Todas estas mudanças são movimentos naturais de uma evolução da sociedade, de tempos em tempos as estruturas e hábitos são mudados, o importante é utilizar dos meios que temos hoje para discutir e investir cada vez mais em inovações que proporcionem melhor qualidade de vida para todas as pessoas.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s