Para todos os olhos

Uma ONG tailandesa reparou que apesar do braille trazer acesso aos cegos, ele acaba separando as pessoas em dois mundos, as que enxergam e as que não enxergam. Por exemplo, duas crianças, uma cega e uma com visão plena, não podem dividir um livro. Elas são separadas por não haver uma forma de linguagem que funcione as duas.

Pensando nisso, a ONG criou o “Storybook for All Eyes” (Livro de Estórias para Todos os Olhos). A solução? Juntar os caracteres do sistema de leitura para cego com a do alfabeto “comum”, possibilitando que qualquer pessoa possa ler o livro.

Todas as letras das palavras do livro são impressas em pequenos que constituem o formato da letra do alfabeto. Os pontos corretos de cada letra estão em alto relevo, imprimindo parte de cada letra também em braille. Dessa forma, possibilita-se a compreensão do livro independente da forma de leitura escolhida.

Um vídeo foi produzido contando como isso é possível, além de mostrar na prática como o livro é um canal de acesso à informação e uma maneira linda de aproximar pessoas.

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s